Sevilha se situa no sudeste de Espanha. Uma capital de província, sede do governo e o parlamento da Comunidade Autônoma de Andalucía (Governo Regional). Tem mais de 700.000 habitantes, cerca da metade da população de toda a província. A cidade de Sevilha está localizada na planície do rio Guadalquivir que atravessa a cidade de norte a sul. O rio é navegável desde Sevilha até a sua foz em Sanlucar de Barrameda, na costa atlântica. No passado, o porto de Sevilha teve um importante papel no comércio entre Espanha e as Américas e permanece hoje como um dos portos fluviais mais ativos de toda a Península Ibérica.

La torre del Oro
"La torre del Oro"

Os Tartessos foram os fundadores originais de "Hispalis". Próximo a este assentamento, no ano 207 a.C., os romanos construíram "Itálica". Foi o centro de seus domínios no Mediterrâneo ocidental durante sete séculos até que os bárbaros do norte invadiram o Império Romano ao princípio do século X d.C. A longa ocupação árabe da Península Ibérica, desde 711 até 1248, deixou marcas permanentes em Sevilha, assim como em toda Al-Andalus. A "Giralda", a torre de uma importante mesquita, é o mais conhecido dos monumentos que permanecem. Em 1492 Sevilha teve um importante papel no descobrimento e conquista de América. O século XVII foi um período de esplendor artístico na cidade. Pintores como Velázquez, Murillo e Valdés Leal, e escultores como Martínez Montañés nasceram aqui e nos deram suas obras. Também assumiu um importante papel no mundo da literatura e foi o lugar de nascimento do mítico Don Juan. Em duas ocasiões no século XX, foi o centro de atenção do mundo. Em 1929, recebeu a exposição latinoamericana, que deixou importantes melhoras em urbanismo. Mais recentemente, a Expo 92, reforçou a imagem de cidade moderna e dinâmica.

Você não pode deixar de sair para comer um aperitivo, conhecido na Espanha como "salir de tapas". A cidade é a inventora e tem mais de mil bares, onde a escolha dos alimentos é praticamente ilimitada, desde marisco até presuntos, da verdura ao queijo. Eles vão de bar em bar, provando cada vez um prato diferente.

Puente de la Barqueta
Ponte de "la Barqueta"
La Catedral y La Giralda
A Catedral e a Giralda
Festas e Celebrações

Duas das celebrações mais importantes são a Semana Santa e a "Feria de Abril".

Na Semana Santa (Março-Abril) há movimento de gente por toda a região. As Cofradias e milhares de sevilhanos fazem procissão em penitência pelas ruas da cidade. Durante toda a semana, os santuários são visitados e a gente assiste às diferentes celebrações religiosas. Um catecismo público e multitudinário transcorre pelas ruas ao redor das imagens sagradas das fraternidades, cujos passos representam as diferentes etapas da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesús Cristo.

A Feira de Abril acontece em dito mês. Justo depois da Semana Santa, os habitantes começam a preparar a feira. Há milhares de barracas individuais competindo por obter o prêmio para a barraca mais bonita. Decoradas com lampiões, flores de papel, fotografias, barras, pinturas, espelhos, lâmpadas, e outras decorações.