Cobrindo uma área de 12.336 Km2, a província Salamanca está situada na esquina sudoeste de Castilla y León nas fronteras com Extremadura e Portugal. Extendendo-se pela Sub-meseta Norte, forma parte do leito do rio Duero. Sua paisagem de pastos, com árvores e arbustos pouco desenvolvidos, deve-se aos solos paleozóicos que são pobremente enriquecidos para o cultivo. As temperaturas variam de estação para estação, com invernos relativamente longos, tendo temperaturas médias mínimas de 6ºC (42,8 F), e verões mais curtos, alcançando médias altas ao redor de 20ºC - 22º C(68º F- 71º F).

A Catedral
A Catedral

Os habitantes de Salamanca falam o espanhol "mais puro" da Espanha , o catelhano. Por esta razão, ela é enormemente popular para gente de todo o mundo que quer aprender espanhol, atraindo várias nacionalidades de estudantes, tornando-a uma verdadeira cidade universitária . Isso facilita os estudantes da don Quijote a fazerem novas amizades com pessoas de diferentes nações.

Mesmo com poucos habitantes (cerca de 180.000), Salamanca oferece vantagens de uma cidade real, sem perder a magia de um povoado. Os estudantes espanhóis estão em todas as partes e se pode ir praticamente a todos os lugares a pé. Os contatos ocorrem naturalmente. Não é preciso combinar com alguém, porque é seguro que você encontrará a todo mundo na Plaza Mayor, uma das mais belas praças de Espanha e conhecida como a sala de estar dos salmantinos. A escolha é sua: há muitos lugares onde só vão os espanhóis. Os arredores de Salamanca também oferecem muitas facilidades para viagens culturais e excursões diárias aos povoados, às montanhas e inúmeros lagos.

Plaza Mayor
Plaza Mayor
Plaza de Anaya
Plaza de Anaya
Festas e Celebrações

A grande maioria das celebrações em Salamanca tem, como em todos os lugares de Espanha, um fundo religioso.

Na segunda-feira posterior à segunda-feira da Ressurreição, depois da Semana Santa, ocorre uma das celebrações mais famosas de Salamanca: o "Lunes de Aguas". Neste dia, os habitantes de Salamanca se disfarçam e se dirigem em procissão ao rio Tormes. Dizem que esta tradição data de 1570 durante o reinado de Felipe II.

Há muitos outros festivais e festas durante o ano, das quais a "Feria de San Mateo" de Setembro é a mais importante. Durante duas semanas há um programa completamente organizado de concertos, desfiles, atuações e feiras.

Não fique de fora dessa!