Espanhol > Espanhol na Espanha > A cidade de Granada

Granada é a capital da província com o mesmo nome, situada na parte leste da região de Andalucia. Uma diversidade geográfica e paisajística caracteriza a zona. Há uma área costeira de clima temperado, a extensa e fértil planície do Genil; e as regiões montanhosas de clima mais frio, onde encontramos os 3.481 metros do Mulhacén, o pico mais alto da Península Ibérica. A cidade de Granada está situada aos pés das montanhas de Sierra Nevada na confluência dos rios Darro e Genil. Sua história única lhe otorgou uma grandeza artística da mistura dos palácios árabes e dos tesouros cristianos renascentistas. Como a última capital árabe na Península Ibérica, mantém um alto valor simbólico.

Catedral
Catedral

As colinas dão forma à cidade de Granada, onde se fundaram os velhos bairros do Albaicín e a Alhambra, repletos de ruas amontoadas e estreitas, con belos rincões e gretas, e paisagens maravilhosas. A parte nova da cidade está situada na planície, entrecruzada pelas largas artérias da Gran Vía de Colón y a rua dos Reis Católicos, onde se encontram as ruas movimentadas alredor da catedral.

Os árabes cruzaram o estreito de Gibraltar em 711 e se assentaram no que era então uma pequena cidade visigoda situada no alto da colina da Alhambra. Se estabeleceram ali, levantaram muralhas e configuraram a fundação para a próspera civilização que seguiria. No século IX foi quando Granada cresceu em importância quando caiu o Califato de Córdoba. Em 1238 alcançou seu resplendor, quando Mohamed ben Nasar fundou a dinastía Nazarí, e o reino de Granada se extendia de Gibraltar a Múrcia. Esta dinastia deu a luz a vinte reis até que o rei Boabdil foi forçado a render Granada aos monarcas Católicos, o rei Fernando e a rainha Isabel, em 1492. Durante três séculos floresceu uma rica cultura islâmica, deixando Granada com maravilhas arquitetônicas como a Alhambra, declarada lugar patrimônio da humanidade, ou o Generalife e o Albaicín.

a Alhambra
a Alhambra
Paseo de los tristes
Paseo de los tristes
Festas e Celebrações

Granada começa o ano com a celebração da rendição da cidade ao Rei Católico e dois de Janeiro (o dia em que foi reconquistada). Em 1 de Fevereiro, São Cecilio, o padroeiro da cidade é honrado. Os habitantes de Granada caminham em uma grande procissão, disfarçados muitas vezes com disfarces de Carnaval, em direção ao Sacromonte.

A Semana Santa é muito celebrada na Primavera. As festas tradicionais e as procissões estão entre as mais famosas de toda Espanha.

A primavera é proclamada tradicionalmente no Día de la Cruz, o três de Maio. Este dia as ruas de Granada se transformam em uma grande massa de gente cheia de cor.

Em Junho está o Corpus Christi, um mercado anual que dura uma semana completa e marca o comienzo das celebrações em vários bairros da cidade e os povoados alredor de Granada.